Quinta-feira, 1 de Janeiro de 2004

A dona do pedaço!

Daisy_linda.jpg
Abaixo Assinado!

15/12/2001

Sou uma cadelinha de rua. Estes donos foram-me buscar e trouxeram-me para casa.
Sou a mãe do cão Goba!
Arraçada de pastor alemão, mas mais pequena, lindo focinho e olhos imensos que parecem pintados. (desculpem parecer que estou a auto-elogiar-me mas as verdades devem ser ditas).

De corpo… é que sou uma gordona.
Vivia na rua mas no bairro onde eu permanecia não me deixavam passar fome.
Sou uma grande comilona e peso 35 kgs. Devia ter 25! Não sei como é que vou resolver este imbróglio. Detesto fazer dieta!

Diz a minha médica-veterinária que devo ter dois anos e meio. Será? Não sei! Não tenho calendário nem nunca tive.
Sendo assim, vou adoptar o dia e o mês dos anos da minha dona e deve dar certo, ora!
Fica, então, 22/07/1999 – sou mais nova que ela que ela 55 anos. (ena tantos!...)

Os donos gostam muito de mim. Espero que fiquem comigo por muitos anos e ser feliz nesta casa onde até tenho um quintal onde posso correr e saltar.

Sou, enfim, a Daysi!
Gosto mais deste nome que a dona me deu. Lá, onde eu estava, chamavam-me Castanha.

O meu filhote Goba está aqui perto e, quando o vento sopra daquele lado, ouço-o ladrar no varandim.

Cá em casa está um animal que costumam chamar de gato Floquinho. Lá onde eu morava também havia muitos gatos, mas este é muito bonito e a dona tem uma verdadeira adoração por ele. Não sou ciumenta, também gosto dele mas preciso ter cuidado porque não é de grandes confianças: eriça o pelo, cresce de tamanho e dá chapadas.

22/04/2002

Veio cá para casa um outro cão. Estava muito mal tratado e a dona até chorou. Coitado!!!!!
Não sei se é para cá ficar ou não, mas fazia-me jeito um companheiro.

22/02/2004

Continuo pesadona mas estou mais bem feita, e já tenho cintura. O meu pelo está muito brilhante, pareço uma dama com pedigree.
O outro pateta sempre cá ficou e anda sempre a ver se me apanha distraída. Não sabe que sou castrada, o parvo!
Bom, pelo menos sempre me ensinou a ladrar a quem passa e a tomar conta da casa porque eu estava sempre calada. Tinha receio de incomodar, não fossem devolver-me à rua.
Agora já sei que gostam de nós a ladrar e não deixamos ninguém aproximar dos portões. Costumam ter mais medo de mim por ser tão grande, mas o outro é que morde. hihihihihi
Chama-se Monty e anda sempre a pedir colo à dona.

Adoro o meu dono mais velho que me leva a passear diariamente e ando sempre atrás dele.

Perdemos o companheiro gato. Acho que morreu porque a dona chorava muito e os donos também tinham lágrimas. Já retiraram tudo que era dele e a dona anda muito triste.
Tive pena porque, apesar de tudo, dava umas marradinhas muito engraçadas.

Até outro dia! Continuem a ver o meu blog, sim?
-------------------
assinado
pegadacao_cast.gif
cadela Daisy
publicado por LauraBM às 13:45

link do post | E custa, comentar aqui?

.mais sobre mim

.*TAGS são temas do blog - Clique em cima!

. 00-historial minhas cadelas

. 01-ternurinhas

. 02-se eu falasse

. 03-elas são assim

. 04-as nossas cadelas

. 05-fotografias

. 06-poemas de outros

. 07-artigos divertidos

. 08-cachorrices-bd-piadas

. 09-fotos minhas cadelas

. 09-poemas laura

. 10-cadelas de amigos

. 11-histórias dos amigos

. 12-natal

. todas as tags

.posts recentes

. CHARLÔ - a cadelinha cega...

. Piadas sobre cães e cadel...

. O que elas dizem

. Cadela Thaís

. Gaby no degrau da marquis...

. A Gaby em nossa casa

. Um anúncio para a Gaby

. A cadelinha Gaby

. Serão cachorrices ou gali...

. Daisy e Monty a comer no ...

. Vantagens da Castração

. A história de Jasmine

.arquivos

.subscrever feeds

.links