Terça-feira, 10 de Junho de 2008

Poema-Daisy risonha

Daisycesta_deit.lado.jpgA Daisy ri-se! Foi esta a descoberta
que, de há uns tempos pra cá, todos fizemos.
Feliz da vida, é uma cadela esperta,
sabe reconhecer o que lhe demos.

Adora a sua casa, a sua cama,
e cócegas na barriga. É demais!
Patas no ar, logo ela se esparrama...
Longe vão os maus tempos invernais.

De boca aberta, o beiço arreganhado,
há uns sons que profere,  suspirosa,
lembrando o puro gozo; um obrigado

da cadela gordíssima e morosa
que trouxemos da rua. É um agrado
vê-la mais elegante, venturosa.
----------------------------------
5/12/2006
Laura B. Martins
Soc. Port. Autores nº 20958

*TAGS são temas do blog - Clique em cima!:
publicado por LauraBM às 23:00

link do post | E custa, comentar aqui?

.mais sobre mim

.*TAGS são temas do blog - Clique em cima!

. 00-historial minhas cadelas

. 01-ternurinhas

. 02-se eu falasse

. 03-elas são assim

. 04-as nossas cadelas

. 05-fotografias

. 06-poemas de outros

. 07-artigos divertidos

. 08-cachorrices-bd-piadas

. 09-fotos minhas cadelas

. 09-poemas laura

. 10-cadelas de amigos

. 11-histórias dos amigos

. 12-natal

. todas as tags

.posts recentes

. CHARLÔ - a cadelinha cega...

. Piadas sobre cães e cadel...

. O que elas dizem

. Cadela Thaís

. Gaby no degrau da marquis...

. A Gaby em nossa casa

. Um anúncio para a Gaby

. A cadelinha Gaby

. Serão cachorrices ou gali...

. Daisy e Monty a comer no ...

. Vantagens da Castração

. A história de Jasmine

.arquivos

.subscrever feeds

.links